"Em toda a infância houve um jardim. Isto é coisa de poetas."

Augustina Bessa-Luís

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

À volta dos dias e com os dias à volta

Com a chegada ao fim do mês de janeiro, preparamos o mês de fevereio.
Usamos cores e demos nomes aos dias.
Fizemos o padrão (semana) e com ele fizemos uma sequência (mês).

Voltamos a fazer um padrão (com crianças e lápis de cor) e com ele fizemos uma sequência (pintura dos dias da semana).
Usamos letras e números, escrevemos palavras, ordenamos nomes e assinalámos datas importantes.
Estamos a postos para começar o "mês dois" com aniversários, Carnaval e férias.








Singular e Plural "aõ" e "ões"


A máquina fotográficas nas mãos de uma criança (MC - 5 anos)



Máscaras II


sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Jogo do anel

A Clarinha trouxe anéis para oferecer às suas amigas. Mas esqueceu-se que os amigos também têm um dedo anelar, que gosta de usar anéis. 

Para que houvesse anéis para todos, com a ajuda de botões e elástico, fizemos anéis de super-poderes. 

E foi com os super-poderes que o anel lhes conferiu, que os rapazes sortearam as meninas a quem iriam entregar o anel que cabia a cada uma. E através do velhinho "jogo do anel", cada menina recebeu o anel dos nossos super-heróis. 




quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

The Finger Family

E com o frio vieram as luvas e uma das canções (em inglês) que mais é ouvida no Youtube, nas suas infindáveis versões... "The Family Finger".

Lengalega das mãos e nome dos dedos, foram outras "histórias" que acompanharam esta canção.





Voando pela aldeia... com o Google Earth.


E pesquisando sobre o estado do tempo no Meteoblue... para sabermos quando será que podemos ir passear à cidade. Com esta chuva, a Mala (das viagens)vai ter de se abrigar mais uns dias, pelas nossas bandas.





MC, a empresária

A MC, esta semana, encontrou um molde uma máscara e criou uma empresa de construção de máscaras. Ela contornou, recortou, colou, voltou a recortar, amarrou... E as máscaras ficaram tão giras que não lhe faltaram clientes. Por isso, até houve amigas que lhe foram dar "uma mãozinha".


quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Um pingo de geada

Ou melhor, primeiro a geada e só depois o pingo... um presente da dona Ana.

Como se forma a geada? Porque desaparece o gelo? Foram algumas das questões que tentamos responder ao longo desta caminhada matinal. 
No caminho, a geada foi "geleia" e foi "gelada"...mas também foi muita diversão e aprendizagem.








E no Café da dona Ana, soube bem o pingo quentinho...



E como caminheiro que se preze, tira as botas na hora do descanso, o L. pôs-se à vontade...



Antes de arrumar... é preciso limpar.



terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Chegou a Mala... Yupiiiiiiiiiiie.

Ontem, já pertinho da hora de terminarmos as nossas tarefas aqui no JI, o carteiro Francisco entregou à Tânia uma encomenda para nós. Apesar da curiosidade e de saber o que lá vinha, conseguimos resistir até hoje para vermos o que ela realmente continha.

E hoje, depois de termos pesquisado o embrulho e termos aprendido imensas coisas com o envelope onde a nossa amiga Ana, de Castelo Branco, colocou a Mala, finalmente tivemos a Mala nas mãos.
Com o envelope aprendemos sobre remetentes e destinatários, sobre o símbolo que representa os Correios e o Afonso descobriu "instruções" que estivemos a "ler".




E lá dentro descobrimos a história da viagem que os nossos amigos da Sala Amarela fizeram ao Palácio de Mafra e à sua Biblioteca e o que por lá descobriram. Até nos enviaram um morcego, daqueles que habita a biblioteca e protege os livros. 
De Castelo Branco, ficamos a conhecer o Parque da Cidade...e com muita vontade de conhecer a Casa da Árvore que lá existe.




Mas do que mais gostamos foi, sem dúvida, do morcego. E sobre ele aprendemos onde vivem como se reproduzem, como dormem, o que comem... e até descobrimos o super-herói que é um morcego. É esse mesmo, o Batman!!

De tarde falamos com os nossos amigos da Sala Amarela e pregamos-lhes um susto, com os muitos morcegos que, entretanto, "acordaram" na nossa sala.
Os nossos amigos gostaram de voltar a ver a sua Mala e mostramos-lhe o que os amigos de Castelo Branco lá colocaram.


Tivemos de interromper a conversa, porque o senhor presidente da junta de freguesia, e os amigos do 1º Ciclo estavam à nossa espera para cantarmos as Janeiras, no salão do 1º andar.
Mas nem aqui os amigos da Sala Amarela ficaram de fora, e no Skype do Iphone também nos ouviram cantar.


Quando voltamos à sala continuamos na "sala ao lado", porque, entretanto chegou lá o Filipe, uma amigo dos nossos amigos que escreveu um livro chamado "A história do Zeca Garro", sobre uns pássaros que existem nas ilhas açorianas.


Na "Hora da Fruta", descobrimos que "morcego" e "maçã" são palavras que começam pela mesma letra. E enquanto comíamos e escorregávamos, descobrimos outras palavras começadas por "M".


E agora já estamos a preparar a nossa viagem. Entretanto, a Mala vai ficar connosco... Até a enviarmos para Vila Nova de Gaia :)



segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Uma outra forma, bem mais divertida e eficaz, de vestir o casaco

A Margarida C. trouxe um casaco novo que quis mostrar aos amigos... E acabamos a ver um vídeo, no Facebook, de uns meninos a vestir os casacos de uma forma engraçada e eficaz. 


E não é que resulta!!!! Ora vejam lá...

video

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Direita e esquerda, em modo Boneco de Neve

O frio da semana inspirou-nos para algo que nos ajudou a perceber os dois lados do nosso corpo...por isso "improvisamos" o corpo de um boneco de neve.

A partir de uma receita que descobrimos no youtube, construímos um boneco de neve, com um par de meias. Uma do pé direito e outra do pé esquerdo. Amarramos-lhe um cachecol virado para a direita e colocamos-lhe uma vassoura no lado esquerdo.



 A Margarida F. no meio da "confusão" da construção das vassouras, descobriu o número 4.


Também descobrimos no nosso corpo partes que fazem parte do lado direito e partes que fazem parte do lado esquerdo. E que, independentemente, do lado para que estejamos virados, a esquerda e a direita nunca se trocam.





Até aprendemos uma lengalenga:

"Esta é a mão direita.
A esquerda é esta mão.
Com a direita digo que sim.
Com a esquerda digo que não.
A direita aponta para o céu.
A esquerda aponta para o chão.
Agora que já as conheço, 
já não faço confusão."

E vimos um filme maravilhoso chamado "Snowman", com cerca de 35 anos, e escrito por Raymond Briggs.



E com o frio a manter-se por estas bandas, a próxima semana promete "dedos, mãos e luvas"...

A Mala e o Google Earth...via Skype

De tarde, algumas meninas da sala quiseram ligar ao Henrique e como já sabem usar o Skype, num instante chegaram à Sala Amarela.
O Henrique mostrou-nos o percurso da mala no Google Earth... e o Rodrigo (da Sala Amarela) contou-nos que, logo pela manhã, foram ver a geada que cobria os campos ao redor da escola. 
Friinho bom...


Com a nossa câmara nova, os nossos amigos já nos vêem melhor...



Reflexos


Margarida, a fotógrafa.